1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Algumas impressões da atividade circense em Portugal

PDF Imprimir E-mail

Escrito por Marco Antonio Coelho Bortoleto Sex, 21 de Janeiro de 2011 13:58

Entre agosto de 2010 e janeiro de 2011 tive a grata oportunidade de residir em Portugal, por motivo do desenvolvimento de uma pesquisa. Neste período aproveitei para conhecer um pouco mais da atividade circense em Portugal, sem maiores pretensões senão a de aprender um pouco mais sobre esta arte que tanto admiro. Fruto deste contato, redigi algumas linhas que espero seja de alguma utilidade para os interessados.

Portugal é um pequeno país, pelo qual circulam aproximadamente uma dezena de circos de médio porte, alguns poucos de grande porte. Sobre os pequenos não consegui maiores informações. Já no final do verão, em agosto, tive meu primeiro contato: fui assistir ao espetáculo do Circo Mundial em Portimão, região sul mais conhecida como Algarve. Um bom show, um pouco longo (quase duas horas e meia de duração), num horário um pouco tarde para as crianças (começou às 21h45min e muitos dos pequenos dormiram no meio do show), e com a mesma estrutura dos espetáculos que temos no Brasil (circo de lona, show composto pela sucessão de números ornados com músicas americanas tecno, bailados, venda de luzes, fotos no pônei ou com o tigre recém nascido, pipoca, algodão doce, etc...). Realmente trata-se de um circo com uma excelente estrutura física (boas arquibancadas de aço, bom sistema de luz e som, muitas carretas - a maioria nova -, bons figurinos, etc...), com um elenco bem reduzido: 12 artistas e uns 8 barreiras, uma lona de cerca de 800 lugares, com 4 mastros.

Aproximadamente 60-70% do espetáculo foi com animais (não humanos, me refiro). Aqui talvez foi o que mais me agradou..... e que chama a atenção (pelo menos a minha). Números incríveis com (5 bodes; 5 tigres siberianos lindos e bravos; 8 gatos - lindíssimo) e outros números não tão brilhantes com Hipopótamo, 2 cavalos, 2 pôneis, 1 cachorro, .... Enfim, um repertório de animais do mais variado que vi nos últimos anos. O locutor ficou o tempo todo falando da preciosidade dos animais, da beleza, das excelentes condições de cuidado e transporte deles, do adestramento sem violência (aqui já conhecemos um pouco o tema e há divergências). Toda uma experiência repleta de emoções...... O Gran Finale com um número de Homem Bala, com um belo canhão e um lançamento de aprox. 30 metros... fantástico. http://www.circomundial.net/
O_circo_em_Portugal1O_circo_em_Portugal

















Logo após, e quase sem querer, abro uma revista da editora da Univ. de Lisboa e não é que vejo um livro sobre circo. Nem pensei, entrei na internet e comprei. Uns 10 dias depois, sem o menor aviso, o livro chegou em casa (tive que ir no correio pagar é claro – pois milagres não são muito comuns em Portugal, pelo menos não recentemente). Excelente relato etnográfico do circo Chen, um dos circos de maior prestigio por aqui. “Os circos não existem”. Joana Afonso. Universidade de Lisboa, 2002.

Algumas semanas depois, aconteceu o Festival Internacional de Mágica de Rua, em Lisboa. Uma delícia, mágicos por todas as praças e ruas... e durante vários dias. Infelizmente só consegui ver uns 12 mágicos atuando. As apresentações foram sempre breves (entre 10 e 15 min.) todas gratuitas em 4 praças uma pertinho da outra, em blocos de 4 artistas. Destaco dois caras que pela primeira vez na minha vida vi de perto e fiquei mais alucinado que minha filha de 3 anos, Letícia: Bebel da França e Dani Daortiz da Espanha. Fazia tempo que não via tanto baralho desaparecer, aparecer, voar, rasgar, aparecer novamente.... e não entendi nada. Lindo! Aqui, devo confessar que me lembrei do Rossini…. E que assisti três vezes ao espetáculo do Bebel (a menos de 1,5 metros de distância) e só posso dizer que se trata de um artista genial.

O_circo_em_Portugal3











No festival encontrei a Donald Lehn, diretor da Escola de Circo Carampa (Madrid), que também estava atuando (como Mágico Malo Malíssimo - lembro que ele participou da Gala da X Convenção Brasileira de Malabares e Circo, em Campinas). Pela noite fomos jantar na Escola de Circo Chapitó, que além de escola, projeto social, possui um restaurante maravilhoso, com uma vista linda para a cidade de Lisboa, para o Rio Tejo. Por certo, há dez anos este restaurante era um pequeno bar, agora é um dos mais badalados “points” da moçada “cool” de Lisboa. Vejam o livro: TÉTÉ - ESTÓRIA DA PRÉ-HISTÓRIA 1946-1987. Chapitó. http://www.chapito.org/

O_circo_em_Portugal4O_circo_em_Portugal5





























Abrindo um parêntese ao relato português:
No mês seguinte estive em Madrid a trabalho, passei pela Escola Carampa a visitar os amigos que me convidaram para ver o espetáculo CRECE 2010 com 12 alunos formandos de 6 escolas européias no Teatro Circo Price. Coisa linda, um espetáculo que pretende o intercâmbio entre alunos recém formados, além de dar uma grande oportunidade para serem dirigidos por um grande nome, e num lugar magistral: um circo estável. Foi um show, com casa cheia, com números originais e de excelente nível, com destaque para um número de corda bamba genialllll. Obs. Houve uma queda no número de Icários bem séria, por pouco a volante não se fere com gravidade. Ufa!

Depois de buscar muito, e só encontrar algumas lojas de brinquedos infantis que vendiam algum material circense (porcaria em geral), finalmente encontrei a única loja especializada em material circense: http://www.circos.com.pt/  Uma loja simples, pequena, porém especializada. Uma filial da loja principal que fica no Porto. Única opção. Depois desta propaganda eles podiam até me patrocinar....
Mais algumas semanas e consegui assistir outro espetáculo: Le Grand C da Companhia francesa XV no Teatro Culturges. Simplicidade e muita energia, para um show de acrobacia quase pura. Um deleite para alguém que “tenta” estudar e ensinar acrobacia como eu….  http://www.culturgest.pt/actual/04-LEGRANDC.html Aqui também vimos uma queda ao vivo sem maiores conseqüências.

O_circo_em_Portugal6













Em outubro a televisão portuguesa transmitiu ao vivo a entrega do Premia às 7 Maravilhas Naturais de Portugal, direto dos Açores. Detalhe: o show foi produzido por Franco Dragone, com 99% das performances de Circo.

O_circo_em_Portugal7











Entre outubro e dezembro fui convidado para ministrar um curso de acrobacia aos alunos de artes cênicas da Univ. de Évora, pelo Prof. Tiago Porteiro Monteiro, que fez sua pesquisa de doutorado no CNAC sobre a metodologia de ensinar acrobacia de Alexandre Del Perugia, mestre de origem italiana, ex-professor e coordenador da escola nacional francesa. Eis mais uma oportunidade para ver que, mesmo que recentemente e timidamente, às universidades daqui também começam a enxergar o circo (vejam este evento organizado por eles: http://www.ea.uevora.pt/DAC_circo.htm. Dele recomendo ainda a leitura do texto: PORTEIRO, Tiago, « L’acrobatie selon Alexandre del Perugia », in Arts de la Piste, Nº 31, Mars 2004, pp. 24).

Já em dezembro, passeando com minha família pela rua mais turística de Lisboa, Rua Augusta, me deparo com uma cara conhecida: não que é que vejo o colega brasileiro e campineiro Joel, mais conhecido como Palhaço Espaguete atuando e passando o chapéu. Excelente encontro, embora tivemos poucas oportunidades de seguir conversando posteriormente.
Logo no inicio do mês aconteceu o show de gala dos palhaços doutores portugueses:

O_circo_em_Portugal8























Em dezembro mesmo é perceptível a agitação circense: por aqui dizem que depois do verão (julho a setembro) é nas festas de Natal e Final de ano que os circos faturam para poder manter-se até o próximo verão. De fato, a maior parte dos grandes circos portugueses veio para a capital e mais importante cidade do país: entre eles o Circo Chen e o Circo Victor Hugo Cardinalli.

O_circo_em_Portugal9O_circo_em_Portugal10




























Mais informação: http://www.online24.pt/circo-chen-lisboa-2010/ - http://www.online24.pt/circo-victor-hugo-cardinali/  - http://www.circodallas.com/natal2010 (aqui aparecem vários outros circos portugueses) www.victorhugocardinali.com/.

Não poderia deixar de mencionar que o Circo Chen foi palco da festa de Natal do canal de TV SIC, transmitindo um espetáculo de mais de 2 horas de duração em horário nobre (20 – 22 h.) no dia 18 de dezembro. Sensacional propaganda para o Circo português! http://www.circochen.moonfruit.com/

No mês de dezembro ainda, Lisboa nos brindou com um grande espetáculo de Circo no famoso Teatro Coliseu dos Recreios. Um espetáculo com bons números de palhaços portugueses, de bambolê, mágica, animais (cachorros, crocodilos, serpentes), monociclos, acrobacias, e com um fantástico número cômico de equilíbrio sobre um poste flexível: um clássico! Tudo, num lugar sensacional do final do século XIX, embora um pouco caro. Com muitos artistas do leste europeu.  Historia Coliseu: http://www.coliseulisboa.com/historia.php .  Um show semelhante também foi apresentado no Coliseu do Porto:
http://circo.coliseu.info/

O_circo_em_Portugal11O_circo_em_Portugal12




























Nestes seis meses, é claro que perdi muitas coisas.... oxalá tivesse dinheiro, tempo e disposição para ver tudo. Não fui ver o Saltimbanco (Cirque Du Soleil) agora em formato de arena no Ginásio – Pavilhão Atlântico em Lisboa. Mais o que mais me deixou triste foi perder o show In Vitro do Cia Archaos, em Paris: bem que tentei mais os ingressos estavam esgotados para o dia que eu podia ir. Paciência! http://www.archaos.fr/

Perdi ainda um grande show da Cia canadense, Les 7 doigts de la main em Londres (neste caso por falta de tempo ahahah http://7fingers.com/en/the-company). Por último lamentei não ver o show Baró d’Evel Cirk Cie, em Barcelona no Mercat de les flors (não tinha show nos dias que eu podia http://www.mercatflors.org/fitxa/397/le-sort-du-dedans). Em contrapartida, consegui ver o espetáculo Varekai do Soleil em Barcelona, outra grande produção, com números magníficos (malabares como deus manda; maca russa perfeita; e o sensacional clássico Icários – com direito a queda e triunfo no final – arrepiante, sem palavras).

O_circo_em_Portugal13























No dia de Natal, a TV portuguesa deu um show, ou melhor, um exemplo fantástico que às brasileiras poderiam copiar. O maior canal da TV portuguesa, RTP (Radio e Televisão Portuguesa) transmitiu na integra e com tradução/comentários em português, das 11 as 13 horas o edição 28 do Festival Internacional de Circo de Monte Carlo (http://www.montecarlofestival.mc), toda uma homenagem e propagando ao Circo.  Logo, das 14 `ss 15:30 outro canal RTP2, transmitiu Circus Magic Gala, um espetáculo de Circo gravado na Suíça com artistas infantis de 6 países. http://www.eurovisiontv.com/en/eurovisiontv/entertainment/magic_circus.php. Por fim, a RTV África, transmitiu o show Circo de Natal no Circo Victor Hugo Cardinalli, com grandes artistas, animais (cavalos, lhamas, camelos, ...), e muito glamour. Simplesmente memorável!

Mais detalhes dos circos neste final de ano: http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=1455417

O_circo_em_Portugal14












Infelizmente, como no Brasil, o Circo português vive tempos difíceis no que se refere à Normatização versus Proibição dos animais nos espetáculos. Comprovam este fato reportagens como estas:
- Circo Cardinally problema com animais: http://www.portalalentejano.com/?p=10086
- Ursos do Circo Magic foram para o Zôo: http://aeiou.expresso.pt/animais-ursos-de-um-circo-que-estavam-em-situacao-ilegal-ja-estao-no-zoo-de-lisboa=f616739
- Reportagem Victor Hugo Cardinalli: http://www.ionline.pt/itv/19966-victor-hugo-cardinali-no-meu-circo-os-animais-fazem-parte-da-nossa-familia

Por outro lado, uma personagem que não pode deixar de ser mencionada: é Teresa Ricou (Tété). Palhaça, fundadora da Escola Chapitó, personagem ilustre e polêmica, que depois de décadas de luta desfruta hoje de grande projeção na mídia portuguesa, levando seus projetos.
http://www.infopedia.pt/$teresa-ricou + http://www.visitlisboa.com/getdoc/ad7709e3-e151-4102-9861-39708dca6172/RTL74_Fev10.aspx (pagina 18).

O_circo_em_Portugal15









Finalizo com a esperança de ter contribuído em algo. Saudações circenses...!!!
 

Comentários   

 
0 #5 CirconteúdoGuest 09-07-2017 17:25
Hi guys! Who wants to see me live? I have profile at HotBabesCams.co m, we can chat, you can watch me live for free, my nickname
is Anemonalove , here is my pic:

https://3.bp.blogspot.com/-u5pGYuGNsSo/WVixiO8RBUI/AAAAAAAAAFA/JWa2LHHFI2AkHParQa3fwwHhVijolmq8QCLcBGAs/s1600/hottest%2Bwebcam%2Bgirl%2B-%2BAnemonalove.jpg
Citar
 
 
0 #4 CirconteúdoGuest 09-01-2015 21:55
Excellent blog right here! Additionally your site a lot up very fast!
What web host are you using? Can I get your affiliate
hyperlink to your host? I want my website loaded up as fast
as yours lol

Here is my web page; canadian pharmacy: http://canadianedrugstore.com/
Citar
 
 
0 #3 PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA TENTAM USURPAR A ARTEMONICA MESQUITA 03-12-2011 19:58
Trata-se de uma jogada mercadológica da educação física para se auto-promover e se apropriar ilegalmente de vagas de emprego, infra-estrutura s, verbas e incentivos que deveriam beneficiar os ARTISTAS.

Isso é uma grande farsa acadêmica, para se beneficiar, prejudicar os artistas e descredibilizar a formação de Artistas e Técnicos de Espetáculos.

Profissional de Educação Física NÃO é Artista. Muito menos profissional de Circo, Teatro, Dança, ou qualquer tipo de atividade artística e de espetáculos.

A educação física não tem legitimidade para vincular arte a esta formação acadêmica.

Chega de picaretagem de profissionais de e cursos de educação física. Temos que denunciar isso pois estes picaretas estão tentado ROUBAR a identidade e história do Circo e do Teatro.

Monica Mesquita
Atriz, professora de Teatro e Cinema
Citar
 
 
0 #2 PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA TENTAM USURPAR A ARTEMONICA MESQUITA 03-12-2011 19:57
À
TODOS

Cursos de Educação física NÃO formam profissionais de Artes Cênicas, seja Teatro, Dança ou Circo.

Lamentavelmente, alguns cursos e profissionais ANTI-ÉTICOS e OPORTUNISTAS da área da educação física vem tentando USURPAR (roubar) ilegitimamente atividades artisticas vinculando-as à formação em educação física.
Citar
 
 
+1 #1 que pena...G.Herby 15-07-2011 11:00
Boa tarde
Eu sou á 35 anos o produtor dos espectaculos de circo dos 3 Coliseus Portugueses..Co liseu de Lisboa,Coliseu do Porto e Coliseu Micaelense.Açores.
Pena quando visitou,não me ter contactado para ter mais informação..
Com os melhores cumprimentos
Herby
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Painel de entrevistas

jose_rubens_peq
José Rubens
Thumb_lily
Lily Curcio
thumb_chacovachi
Payaso Chacovachi
Argentina
thumb_muralla
Teatro la Muralla
Equador
thumb_museo
Teatromuseo
Chile





Erminia em entrevista no Jô

(+) entrevista na íntegra

Parceiros

As Marias da Graça (Rio de Janeiro - RJ)
Centro de Memória do Circo (São Paulo - SP)
El Circense (Buenos Aires - Argentina)
Encontro de Bastidor (Brasília - DF)
Escola Nacional de Circo (Rio de Janeiro - RJ)
Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte - CE)
Intrépida Trupe (Rio de Janeiro - RJ)
Panis & Circus (São Paulo - SP)
Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro - RJ)